Adubação

Princípios fundamentais para o uso eficiente de NUTRIENTES

Adubação

Fonte correta, na dose correta, no local correto e na época correta (4C) são apenas algumas das observâncias para uma boa fertilização de solos. Outros aspectos devem ser considerados, como, por exemplo, que cada nutriente tem uma reação diferente no solo. Mas tem muito mais

Dr. Luís Ignácio Prochnow, diretor no Brasil do Instituto Internacional de Nutrição de Plantas (IPNI)

Nutrientes são elementos essenciais ao crescimento de qualquer ser vivo, incluindo as plantas. Na ausência de qualquer um dos nutrientes, os vegetais não completam o seu ciclo de vida. Os solos são a fonte natural de nutrientes para as plantas. Quantidades insuficientes levam a baixas produtividades e tornam difícil obter retorno econômico compatível aos investimentos realizados.

Os solos da região tropical e muito especialmente os do Brasil são normalmente deficientes em nutrientes. Assim sendo, qualquer profissional que pensa em ter sucesso na atividade agrícola deve estar atento à avaliação do seu solo no sentido de definir as necessidades de aplicação de nutrientes. Os fertilizantes são os produtos portadores de nutrientes utilizados nesse sentido e podem ser de origem orgânica (compostos, estercos ou outras misturas) ou fabricados a partir do ar atmosférico ou de jazidas que os contém (inorgânicos). Não deve existir discussão sobre a validade de qualquer dos tipos principais de fertilizantes. Orgânicos ou inorgânicos devem ser vistos como complementares para a agricultura de qualquer região. Dito isso, é bem verdade que, devido à maior concentração de nutrientes, existe maior praticidade logística de se aplicar os fertilizantes inorgânicos e, por essa razão, são muito mais utilizad...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!