Plantio Direto

A agricultura CONSERVACIONISTA e o Sistema Plantio Direto

Luís Carlos Hernani e Alba Leonor Martins, pesquisadores da Embrapa Solos

O solo é um meio natural e, assim como a água, é a base de vida, em especial da vida humana como a conhecemos. A vida existente no solo, representada pela comunidade de organismos, é marcada pela sua complexidade. Componente essencial dos ecossistemas, no solo ocorrem relações fundamentais para a manutenção da teia alimentar da biota (entre organismos produtores, consumidores e decompositores) e integrações entre os principais ciclos biogeoquímicos (água, carbono, nitrogênio, oxigênio) que mantêm a vida no planeta. E por que o solo preocupa? A primeira das respostas é que, na escala de tempo do ser humano o solo não é um recurso renovável. Para formar apenas dois centímetros de solo, a natureza leva pelo menos mil anos.

Plantio

Segundo a Febrapdp são 32 milhões de hectares de áreas sob PD, mas a sua qualidade tem sido frequentemente questionável visto que os produtores não abrem mão da monocultura

De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, 2015), aproximadamente 33% dos solos no mundo encontram-se em avançado estágio de degradação. Nessas condições, se tem verificado perdas de produtividade, preocupando ainda mais porque há forte pressão do crescimento populacional para se aumentar em 60% a produção mundial de alimentos até 2050. O que há de errado com os solos? Segundo Edward Faulkner (1943), “não há nada de errado com nossos solos, exceto a nossa interferência”.

Agricultura conservacionista: conceito — A agricultura conservacionista (AC), segundo Denardin et al. (2014), é a agricultura praticada segundo os preceitos da...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!