Espaço do Leitor

COMBATE À MOSCA-DAS-FRUTAS

Espaço

Quais são as principais recomendações para o emprego da captura massal no combate à mosca-das-frutas no parreiral? Obrigado pela ajuda.

José Luiz Furtado Farroupilha/RS

R – Prezado José Luiz, a chamada captura massal apresenta o simples princípio de disponibilizar uma fonte de alimento que seja mais atraente ao adulto do inseto do que a uva no parreiral. Estudos conduzidos recentemente mostraram resultados positivos com o uso de uma proteína hidrolisada de origem animal. Os pesquisadores da Embrapa Uva e Vinho recomendam a instalação de 100 a 120 armadilhas por hectare em todo o parreiral. Depois de entrar na armadilha, o inseto não localiza mais a saída e morre afogado. Existem armadilhas que podem ser compradas, mas, para baratear o uso da técnica, os pesquisadores ensinam a fazer armadilhas caseiras, com a reutilização de embalagens de refrigerantes de 600 ml ou de dois litros. Basta fazer dois (em garrafas de 600 ml) ou quatro orifícios (em garrafas de dois litros) de sete milímetros em lados opostos. Depois, colocar o atrativo e pendurar a armadilha no parreiral. É necessário colocar cerca de 40% do volume da embalagem do atrativo alimentar. O produto é estável e demora a evaporar, mas o produtor deve ficar atento e repor o líquido sempre que for necessário. A instalação deve ser nos ramos do terço médio da planta, ou seja, a cerca de 1,5 m do solo, em lugares mais sombreados. Mais informações na Circular Técnica disponível no site www.embrapa.br/uva-e-vinho.


PLANTIO DE OLIVEIRAS

Qual é o tamanho da área plantada e quais são os principais municípios produtores de oliveiras no Rio Grande do Sul? Grata pela informação.

Ana Paula Antunes
Bru...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!