Agricultura 4.0

A VEZ DO BRASIL

Agricultura

Carlos Otoboni

Os números da agricultura brasileira são impressionantes e isso todos já sabem. Nesse sentido, gostaria de trazer alguns fatos que indicam a oportunidade do País para a ciência, tecnologia e inovação na agricultura, o qual chamei de “A vez do Brasil”. O Brasil é, sem dúvida, o líder mundial em agricultura tropical. Nossos cientistas e agricultores foram capazes de adequar áreas que eram não indicadas para a agricultura, como o cerrado brasileiro, em terras altamente produtivas e que colocam o País como um dos líderes mundiais da produção agrícola das principais espécies cultivadas.

No passado, com base somente na análise da fertilidade do solo, o Brasil era classificado, nos mapas para o desenvolvimento da agricultura no mundo, como possuidor de apenas 5% a 9% de terra arável (para o cultivo), ou seja, muito pouco em relação às áreas agrícolas que desenvolvemos atualmente.

Dessa forma, a agricultura brasileira foi capaz de se estabelecer em condições de solo de baixa fertilidade natural, com sérios problemas físicos e químicos para o desenvolvimento das plantas. Aprendeu a conviver e a produzir sob a enorme pressão das pragas e doenças na condição tropical, promoveu a adaptação genética das mais variadas plantas às condições climáticas locais, desenvolveu suas próprias cultivares e formas de produção exclusivas, como também vem incorporando as tecnologias mais avançadas disponíveis na agricultura mundial – como sensores, controladores eletrônicos, computação de máquinas, satélites, imagens aéreas, telemetria e sistemas inteligentes de gestão da produção, com aplicações inéditas em termos mundiais, inerentes à condição brasileira.

A agricultura que realizamos na condição tropical ...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!