Capacitação

SENAR: aprendizado para um futuro melhor

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) completa 25 anos e segue na sua preciosa missão de levar ao cotidiano do campo, na prática, as inovações desenvolvidas por universidades e instituições como a Embrapa

Daniel Carrara, secretário-executivo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar)

Há um ano, o País acompanha na TV a campanha “Agro, a indústria da riqueza do Brasil. Com o “Agro é Tech, Agro é Pop, Agro é tudo”. Os brasileiros conheceram as cadeias produtivas que impulsionam a nossa economia, as grandes safras de grãos, a liderança na exportação de carne, café e suco de laranja, a produção de frutas e flores. A agropecuária vem garantindo o bom desempenho da economia há mais de uma década. Foi o que aconteceu, mais uma vez, com o PIB do primeiro trimestre de 2017. Com alta de 13,4% no trimestre, em comparação com os três meses anteriores, o setor agropecuário foi o principal destaque e decisivo para o desempenho positivo do PIB do País.

A pesquisa e a tecnologia foram fundamentais para o Brasil se tornar a potência agrícola que é. Mas nada disso seria possível sem educação. Parceiro da ciência e dos nossos pesquisadores, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), há 25 anos, tira as inovações das prateleiras dos institutos, universidades e da Embrapa e dissemina gratuitamente no campo todo conhecimento conquistado.

O Senar tem um papel estratégico no desenvolvimento da agropecuária. Pela sua capilaridade – a entidade está presente nos 26 estados e no Distrito Federal – e pela expertise na capacitação profissional de homens e mulheres do meio rural. Oferece cursos em mais de 300 atividades. Desde um treinamento básico de produção de leite até gestão e técnicas de precisão, com máquinas de última geração e drones, que garantem o uso racional do solo e da água. Tecnologias de baixa emissão de...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!