Milho

Práticas e ações para atingir altas PRODUTIVIDADES

null

Duas são as plataformas para se produzir muito. Uma é construir o potencial produtivo da lavoura, ou seja, adequar o cultivo às condições edafoclimáticas, definir quais as cultivares, fazer uma semeadura de qualidade e uma adubação bem dimensionada; e a outra é proteger a produção: tratamento de sementes e controle de invasoras, pragas e doenças. A seguir, um verdadeiro guia da produtividade dos sonhos

Álvaro Vilela de Resende, Alexandre Ferreira da Silva, Dagma Dionísia da Silva, Emerson Borghi, Marco Aurélio Guerra Pimentel, Miguel Marques Gontijo Neto, Simone Martins Mendes, pesquisadores da Embrapa Milho e Sorgo

O milho é uma das culturas mais estudadas no Brasil, mas ainda há muitos produtores que deixam de tirar melhor retorno no seu cultivo. Quando se deseja alcançar alta produtividade, há particularidades e requisitos a serem observados, desde o zoneamento agrícola e de risco climático da região e até os cuidados na fase de maturação da lavoura, passando pela escolha de cultivares mais apropriadas e pela correta utilização de fertilizantes e defensivos.

As diversas escolhas que o produtor deve fazer e as práticas culturais que precisa implementar podem ser divididas em duas vertentes: uma que visa construir o potencial produtivo da lavoura e outra que objetiva proteger a produtividade. A primeira envolve a adequação do cultivo às condições edafoclimáticas, a definição de cultivares, uma semeadura de qualidade e adubação bem dimensionada. Já a proteção da produtividade engloba o tratamento de sementes e as ações de manejo para o controle de plantas daninhas, insetos pragas e doenças.

Planejamento do cultivo e escolha de cultivares — É pre...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!