Na Hora H

É HORA DE COLOCAR AS COISAS NOS SEUS DEVIDOS LUGARES

null

ALYSSON PAOLINELLI

Embora a confusão política, a caça e os pega-ladrões ainda estejam longe de ser definidos, a única coisa que efetivamente se consolida de fato é a nossa supersafra de mais de 230 milhões de toneladas de grãos, gerados em meio ao turbulento momento em que vive a nação brasileira. A produção cresceu mais de 25% do ano passado para cá e, mesmo com a falta de instrumentos sérios de políticas públicas (que não estão conseguindo ajudar a suportar os preços dos produtos de grande oferta), o agricultor brasileiro está certo e consciente de seu dever de manter crescente o seu trabalho para poder dar à nação aquilo que ela precisa para manter o grau de confiança, sendo verdadeiramente os mantenedores da segurança alimentar no mundo.

Embora esse contraste seja evidente, muitos questionam e naturalmente perguntam como sairemos desse terrível impasse em que nos metemos. Não é fácil! De um lado, o Brasil apodreceu, perdendo desde a sua linha de conduta, até a sua própria dignidade. A nossa democracia está aos farrapos e necessita urgentemente de profundas mudanças para poder prosseguir em sua esperada linha de conduta. De um lado, desmontaram os partidos políticos, que hoje não têm linha de conduta, tampouco rumos ou caminhos definidos em seus princípios, e que foram os primeiros a naufragar. Os nossos políticos se meteram em uma competição infeliz para saber quem seria capaz de provocar o maior rombo, seja em nossas empresas, em nossos órgãos públicos ou no próprio caixa da nação brasileira.

O Executivo não ficou atrás e há mais de 30 anos vem cometendo erros de toda natureza, especialmente na administração dos recursos nacionais que foram sendo dilapidados por má gestã...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!