Gente em Ação

 

ALTA APRESENTA PORTFÓLIO AO MERCADO

Ernesto Eugenio Belotto

Na segunda participação da Alta – América Latina Tecnologia Agrícola no Show Rural Coopavel, no mês passado, em Cascavel/PR, a empresa, que está há três anos no mercado, priorizou apresentar- se ao público visitante, assim como destacar suas tecnologias. “O objetivo principal é apresentar a empresa e o portfólio, que está crescendo ano a ano”, explicou Ernesto Eugenio Belotto, gerente de Marketing da empresa. Entre os destaques, o fungicida Evos, para soja, milho, feijão e trigo, e os herbicidas Zafera e Venture, para folhas estreitas da soja, que são lançamentos de 2017.


BASF PROMOVE O LANÇAMENTO DO FUNGICIDA ATIVUM

Eduardo Gobbo

A Basf apresentou em Cascavel soluções para os problemas fitossanitários da soja. Conforme Eduardo Gobbo, gerente sênior de Vendas, foram destaques na feira o lançamento do Ativum, para o controle da ferrugem asiática, alternativa ao problema da resistência da doença a produtos químicos, e o Standak Top, para o tratamento de sementes contra pragas e doenças. O Ativum é composto por estrobilurina, triazol e carboxamida. “É a mistura mais completa do mercado”, descreveu Gobbo. “Se diferencia no mercado pela mistura tripla”.


ARYSTA FAZ O LANÇAMENTO DO RANCONA T

Ricardo Dias, Edimar Gonçalves e Otávio Mamede

A Arysta LifeScience levou ao Show Rural seus destaques em fitossanitários e nutrição – inclusive um lançamento. Como o Select One Pack, herbicida para folhas estreitas e ervas resistentes (como o amargoso) da soja que não precisa da adição de adjuvante, destaca Ricardo Dias, gerente de Marketing da empresa. Para o tratamento de sementes, o fungicida Vitavax e o bioestimulante Biozyme, para soja, milho, trigo e outros grãos. A empresa também fez o lançamento do Rancona T, fungicida para o tratamento de sementes de soja e arroz. Na foto, Ricardo Dias, Edimar Gonçalves (CTC da região) e Otávio Mamede ( B i o s o l u - ções).


UPL DIVULGA OS DIFERENCIAIS DO UNIZEB GOLD

Andreas Schultz

A UPL do Brasil mostrou aos visitantes do Show Rural Coopavel as vantagens do Unizeb Gold no controle das doenças da soja. Segundo Andreas Schultz, gerente regional de Vendas, o produto, que integra a família Unizeb, é recomendado para situações de resistência da ferrugem da soja aos demais fungicidas. “É um fungicida multissítio”, definiu ele o produto que tem como princípio ativo o mancozebe, e que possibilita a mistura do Unizeb Gold a outros produtos. “Até hoje não há registro de nenhum caso de resistência no mundo”.


OUROFINO DESTACA OS PRODUTOS TERRA FORTE E RACIO

Flávio Falcão

A Ourofino Agrociência enfocou dois produtos no Show Rural. Um foi o Terra Forte, inseticida para o tratamento de sementes de soja e milho, “uma tecnologia inovadora que não deixa resíduos na máquina”, explica Flávio Falcão, gerente Comercial Paraná. O outro foi o Racio para o controle de percevejos e lagartas da soja, “com excelente diluição, e a embalagem não solta odor no armazenamento”, ressalta. Conforme ele, as partículas são menores, o que propicia melhor cobertura e alcança melhor o alvo.


FMC: SOLUÇÕES PARA MELHORAR A RENTABILIDADE DO PRODUTOR

Fábio de Bortoli

A FMC levou aos visitantes do Show Rural Coopavel tecnologias e serviços para melhorar o trabalho e a renda do produtor. “Apresentamos todas as soluções tecnológicas para auxiliar o produtor na rentabilidade”, sintetizou Fábio de Bortoli, Desenvolvimento de Mercado da empresa. O foco da empresa foi o Programa Percevejo, para o manejo da praga, e as doenças de final de ciclo. Entre os produtos destacados, Mustang, Hero e Talisman, para as principais pragas de soja e milho, e Authority, para o complexo de doenças de soja e milho, e Rocks, para o tratamento de sementes de soja e milho.


DOW: TECNOLOGIAS PARA MAIS PRODUTIVIDADE DE FORMA SUSTENTÁVEL

Axel Labourt

A Dow Agrosciences apresentou no Show Rural Coopavel soluções completas e integradas de sementes, defensivos e biotecnologias, para melhorar a rentabilidade do produtor. Segundo Axel Labourt, diretor de Vendas Brasil, no estande da empresa foram apresentados os problemas do produtor e as soluções possibilitadas pela Dow. “A Coopavel é uma parceira de extrema importância para nós”, definiu. “Uma vitrine para apresentar ao produtor”, acrescentou o dirigente, que apresentou as tecnologias da empresa para pragas, doenças, sementes e boas práticas agrícolas.


BAYER COM FOCO NAS NECESSIDADES DO PRODUTOR

Everton Queiroz

A Bayer Crop Science mostrou soluções inovadoras ao manejo da lavoura aos produtores do Show Rural Coopavel. Entre os destaques, o lançamento do APP do Programa de Pontos, pelo qual o produtor fiel pode trocá-los por produtos ou serviços, como a Patrulha Percevejo, uma maneira eficaz de monitorar as pragas. E também expôs a Credenz, marca de soja da Bayer com 20 variedades, oito das quais com a tecnologia LibertyLink. “Esta é a primeira vez que a empresa apresenta seu portfólio integrado de defensivos e sementes em uma feira”, destacou o gerente regional do Oeste do Paraná, Everton Queiroz (ao lado do mostro que representa a resistência aos defensivos).


SYNGENTA: TECNOLOGIAS E SERVIÇOS À ELEVAÇÃO DA PRODUTIVIDADE

Daniela Pontes

A Syngenta apresentou suas soluções e serviços para o público do Show Rural. Entre as atrações, os visitantes conheceram, por meio de um vídeo, os principais desafios enfrentados pelo agricultor brasileiro e, na sequência, foram conduzidos para os campos demonstrativos, onde puderam entender mais sobre as tecnologias Syngenta focadas na produtividade. Segundo Daniela Pontes, coordenadora de Comunicação da empresa, também foram apresentadas experiências de sucesso de produtores que atingiram altos tetos produtivos a partir da utilização das soluções integradas da empresa.


MONSANTO APRESENTA PLATAFORMA CLIMATE FIELDVIEWTM

Paola Siviero

A Monsanto aproveitou o Show Rural Coopavel para divulgar sua mais recente tecnologia, a plataforma digital Climate FieldViewTM, em fase de pré-lançamento no Brasil e que pertence à The Climate Corporation, subsidiária da Monsanto. A plataforma é composta por um dispositivo de coleta de dados, além de aplicativos web e mobile, que processam automaticamente as informações das máquinas em mapas e relatórios, informações acessadas de qualquer lugar. O Climate FieldViewTM já está em teste em 200 mil hectares no Brasil. “Os produtores perceberam os benefícios do sistema operacional”, ressaltou Paola Siviero, gerente de Marketing da Climate.