Vitrine

 

ARMAZENAGEM: A SAFRA (E O LUCRO) SOB PROTEÇÃO

Se tem uma palavrinha (na verdade é uma palavra extensa) que, ao ser mencionada, provoca nervosismo no produtor rural brasileiro é infraestrutura. Estradas, portos, hidrovias, ferrovias, energia elétrica (ou, sobretudo, a carência desses) comprometem uma fatia considerável da sua rentabilidade. É de se irritar mesmo, principalmente quando se compara a nossa... infraestrutura... com a de concorrentes pesados no agronegócio, como é caso dos Estados Unidos.

E tem outro item de infraestrutura que, por aqui, tem muito a evoluir, mas com a diferença – ou vantagem – que este não depende da boa/ má vontade de governos: é a armazenagem na fazenda. Uma comparação: enquanto os produtores americanos mantêm capacidade estática para armazenar (na foto) em casa 56% de sua volumosa safra, os brasileiros, apesar de uma evolução recente, têm espaço na fazenda para apenas 16%.

Para outra comparação, não precisa ir muito longe, é só atravessar a fronteira: os argentinos têm condições para 21%. Esse é o assunto da nossa reportagem de capa, o déficit de armazenagem, trabalho que também aborda as vantagens de se ter a estrutura de silos na propriedade e como cuidar bem da produção armazenada. Afinal, não dá para perder um jogo duro nos acréscimos, certo?

Cuidar bem de sua produção é o ensinamento do produtor de grãos Antonio Gazarini, que seis anos atrás passou a investir também em integração lavourapecuária em Jataí/GO, e tem observado ganhos relevantes na qualidade de solo e das plantações, efeitos da braquiária que alimenta o gado. Ele relata a experiência em O Segredo de Quem Faz.

A edição que já está no ritmo do desenvolvimento da safra 2015/16 ainda veicula artigos técnicos que podem esclarecer, orientar e, desculpe-nos pela nossa pretensão, até ensinar algo novo, como dois textos sobre a adubação da soja: um sobre a fertilização foliar (isso funciona, afinal?) e outro sobre a adubação líquida, feita direto no sulco de plantio. E tem ainda um amplo e detalhado artigo sobre um assunto velho, mas muito atual: a ferrugem da soja, trabalho elaborado pela competente pesquisadora da Embrapa Soja Cláudia Godoy, que também integra o Consórcio Anti- Ferrugem.

Além do listado, tem muito mais! Pode conferir!

Boa leitura!