Falou

Conexão Delta G

Falou

O presidente da entidade, Eduardo Eichenberg, apresenta os projetos voltados ao melhoramento genético das raças Hereford e Braford

Revista AG – Quando surgiu a Conexão Delta G, que princípios nortearam os trabalhos da entidade?

Eduardo Eichenberg – A Conexão Delta G é uma associação que reúne um seleto grupo de pecuaristas. Foi criada há mais de 30 anos e é focada no melhoramento genético de animais das raças Hereford e Braford. Tem como principal objetivo gerar e utilizar tecnologia de ponta para aumentar a rentabilidade da pecuária de corte.

Revista AG – Quantas fazendas são parceiras da associação e qual a quantidade de animais avaliados pela Conexão Delta G?

Eduardo Eichenberg – Atualmente, fazem parte da entidade 17 agroempresas, espalhadas pelos estados do RS, SP, MS e MG. São aproximadamente 12.000 vacas em produção e um banco de dados de mais de 400.000 animais avaliados, o que caracteriza a Conexão Delta G como um dos maiores programas de melhoramento genético do mundo.

Revista AG – Recentemente, a associação e a Embrapa desenvolveram um projeto de seleção genômica da raça Hereford para identificar animais resistentes à Ceratoconjutivite Bovina Infecciosa (CBI). Quais seriam os primeiros passos desse projeto?

Eduardo Eichenberg – O primeiro passo do projeto consistiu na coleta de fenótipos relacionados à CBI em touros e novilhas de sobreano da raça Hereford pertencentes a membros da Conexão Delta G, com o objetivo de estimar parâmetros à seleção genômica para resistência à doença. Com base nessas informações e, com base nas informações de DNA dos animais avaliados, foram identificados os marcad...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!