Feno & Silagem

RENDIMENTO EM SILAGEM

Feno

Considerações sobre produção, compactação e dimensionamento de silo

Everton Dezordi Sartori*, Vanessa Silva Fernandes**, Tamara Esteves de Oliveira***, Eduardo Lisbinski*, Júlio Barcellos***

Produção de silagem é o resultado de um conjunto de etapas que necessitam de um planejamento correto para a obtenção de um produto de qualidade. Esse planejamento envolve a escolha da espécie forrageira, do tamanho da área a ser cultivada, do tamanho do silo a ser construído ou da confirmação de que o silo disponível é suficiente, do momento da colheita e do tempo da compactação, entre outros fatores. Assim, ao longo do texto, serão vistas informações que podem auxiliar o produtor nas tomadas de decisões.

Escolha da forragem
Embora exista uma grande variedade de plantas forrageiras que possam ser ensiladas, deve-se dar preferência às espécies que apresentem uma boa produção de massa, alta digestibilidade de fibras, ponto de corte prolongado, grãos macios, adaptação ao sistema produtivo, clima e estabilidade de produção. As tecnologias recomendadas para a produção de silagens no passado buscavam, principalmente, produção de massa verde, dando ênfase ao uso de cultivares de porte alto e com alta densidade de plantio. Posteriormente, além da produção de massa, a qualidade passou a ser avaliada, priorizando uma maior presença de grãos na matéria seca.

O milho e o sorgo são as espécies mais utilizadas na produção de silagens, pois apresentam alto conteúdo de energia e alta produção de matéria seca por hectare (peso da forragem descontando-se a água da composição), no momento da ensilagem, apresentam teores de matéria seca entre 28 e 35%, bem como elevado consumo voluntário pelos animais e facilidade...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!