Falou

Pensando grande

O diretor geral da Biogénesis Bagó Brasil, Marcelo Bulman, revela a dimensão dos investimentos feitos pela companhia de saúde animal

Falou

“A planta da Biogénesis Bagó em Jinhai, na China é um dos empreendimentos industriais mais modernos do mundo”

Revista AG – A Biogénesis Bagó busca renovação dentro do segmento de saúde animal em 2018. Quais estratégias foram desenvolvidas para impulsionar a empresa no mercado brasileiro nos próximos anos?

Marcelo Bulman - A empresa quer estar entre as 10 maiores em saúde animal no Brasil até 2020 e deverá investir cerca de R$ 30 milhões ao longo de dois anos. Por isso, a partir deste ano, investimos fortemente em capital humano, reforçando nossa equipe de profissionais e programas de relacionamento que visam alcançar o produtor brasileiro e também estamos mais próximos das revendas. No início de 2018, com o projeto “Na Estrada”, já foram investidos mais de R$ 4 milhões em veículos, equipamentos, customização, contratação de equipe e capacitação de profissionais.

Revista AG – A companhia lançou no último ano o conceito “Fronteiras da América”. Quais seriam as diretrizes que conduzem essa iniciativa?

Bulman - O movimento “Fronteiras da América” propõe-se a discutir com os diversos elos da cadeia produtiva da pecuária de corte e de leite como alcançar os melhores índices de produtividade, além de debater sobre os desafios da atividade na América Latina, na busca pela produção com qualidade. A missão também busca encorajar os produtores a explorar todo o potencial de suas propriedades, não somente a parte sanitária, mas também explorando melhor os pilares que são essenciais na atividade: genética, nutrição, sanidade e manejo...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!