Na Varanda

Políticas agropecuárias Conectar para integrar

Na

Francisco Vila
é economista e consultor internacional prismapec@gmail.com

E nquanto estamos assistindo perplexos o espetáculo de irresponsabilidades nas instituições democráticas do País, surgem iniciativas de grande relevância para definir caminhos para o médio e longo prazos. Representantes de todos os segmentos da sociedade identificam e alinham múltiplas iniciativas que precisam e podem ser implementadas para sairmos do atual impasse e da consternação generalizada.

Sob a coordenação do professor Roberto Rodrigues, liderança com ampla experiência em muitas áreas da vida publica e privada, um grupo de especialistas e líderes de entidades, empresas e centros de pesquisa trabalha há meses para construir um edifício de estratégias para o Estado e não apenas para orientar o próximo governo. Como produtor rural, professor universitário, líder da organização internacional das cooperativas, ministro da agricultura e conselheiro de inúmeras empresas e instituições, o articulador das “Propostas de Reformas para Destravar o Brasil” já elaborou outros planos mais específicos para políticas públicas para governos anteriores. Dessa vez, no entanto, o desenho estratégico é mais amplo, mais profundo e, ao mesmo tempo, mais integrado.

Todo o raciocínio do destravamento do potencial invejável do agronegócio brasileiro é edificado em torno de dois pilares fundamentais. O primeiro é a criação de uma percepção integrada da produção de alimentos, fibras e energias renováveis como resultado não apenas das cadeias produtivas de cada item (desde carne bovina até celulose), mas, sim, como fruto da convergência de processos que não permitem mais a clássica distinção entre agro, indústria e serviços. Trata-s...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!