Mercado

Mercado segue em marcha lenta

As exportações de carne bovina brasileira continuam em alta e têm colaborado com o escoamento da produção, que não tem sido favorecido pelo consumo interno da população brasileira nos últimos tempos.

Segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), no mês de setembro houve um aumento de 17% em volume de carne exportada frente ao mesmo período do ano passado. Durante o mês, foram exportadas mais de 135 mil toneladas de carne, que geraram uma receita de US$ 556 milhões, aumento de 17,4%, quando comparado a setembro de 2016.

Mercado

No acumulado do ano de 2017, até o mês de setembro, os resultados também são interessantes. Nos nove primeiros meses do ano, foi exportado mais de um milhão de toneladas de carne bovina, o que representa um aumento de 1,8% frente ao mesmo período do ano passado. O faturamento resultante desse período foi de US$ 4,3 bilhões, ocasionando um aumento de 6,6% em relação ao faturado nos nove primeiros meses de 2016.

Os principais estados brasileiros exportadores no mês de setembro foram Mato Grosso, que se manteve na liderança, seguido por São Paulo, Goiás, Rondônia e Minas Gerais.

Já no âmbito internacional, os principais países importadores da carne bovina brasileira foram Hong Kong, que há muito tempo segue na liderança do ranking, Egito, China, Irã e Rússia. Os principais produtos importados por esses países foram carne in natura, miúdos, carne industrializada, tripas e carne salgada.

A tabela Boi Gordo no Mundo apresenta os valores da arroba no mercado internacional no período de 18/09 a 16/10/2017.

A arroba brasileira segue mais vantajosa frente aos outros países concorrentes, apesar do leve aumento de 0,5% frente aos 30 dias anteriores ao analisado pela tabe...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!