Feno & Silagem

ESCOLHA COM CRITÉRIO

Plantas, materiais para fenação e qualidade do feno

Eduardo Lisbinski, Everton D. Sartori, Maria Eugênia A. Canozzi e Júlio Barcellos*

Fenação é o processo de conservação de forragens por desidratação, em que se procura manter ao máximo o valor nutricional original da planta ou do material armazenado. A retirada da água da planta, pela desidratação, permite que a forragem seja acondicionada sem entrar em decomposição e sem comprometer a sua qualidade quando armazenada corretamente. Um feno de boa qualidade é aquele proveniente de uma forragem cortada no momento apropriado e que recebeu atenção necessária durante as suas etapas de produção (corte, revolvimento, enleiramento, enfardamento e armazenamento). Além disso, depende também de fatores relacionados com as plantas escolhidas para serem fenadas (Tabela 1). A princípio, é possível fenar todo o tipo de forrageira, bastando para isso utilizar métodos e equipamentos adequados ao processamento das plantas, embora algumas espécies forrageiras apresentem maior facilidade, principalmente no que diz respeito ao corte e à velocidade de desidratação, o que favorece o seu armazenamento.

Feno

Uma característica importante para a obtenção de feno de alto valor nutritivo consiste na observação da proporção folha:colmo, devido a uma interação positiva entre a porcentagem de folha no feno com a digestibilidade e o seu consumo (Figura 1). O amadurecimento da planta, denominado estágio fenológico, promove uma elevação da relação folha:colmo, em decorrência da intensificação do processo de alongamento dos caules, que diferenciam-se quimicamente das folhas devido ao alto teor de fibra e baixo teor de proteína e fósforo. Assim, apesar de maior rendimento forrageiro com o avanço da i...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!