O Confinador

PEGADA HÍDRICA

O

O aumento da produtividade significa uma redução de 19,4% no valor do consumo de água empregada na produção de bovinos

Gisele Rosso

O aumento da produtividade agrícola tem impactos positivos na pegada hídrica de bovinos em sistema de confinamento. Foi o que mostrou pesquisa no Estado de São Paulo coordenada pela Embrapa Pecuária Sudeste (SP), que utilizou informações climáticas e produtivas de 17 fazendas de animais da raça Nelore. O objetivo foi determinar a pegada hídrica dos confinamentos de bovinos e avaliar como o manejo nutricional impacta os valores do consumo. Em média, o aumento da produtividade significou uma redução de 19,4% no valor da pegada. Por outro lado, a menor quantidade de toneladas de grãos por hectare resultou em um aumento médio de 26,4% do valor da pegada.

Se os grãos utilizados pelas 17 fazendas tivessem aumento de 25% na produtividade agrícola, resultaria em uma redução de 20% da superfície agrícola necessária. Por sua vez, uma redução de 25% na produtividade resultaria em 33% mais área à produção de ração. Além do manejo, outros fatores interferiram no valor final da pegada hídrica, como condições climáticas, desempenho animal e produtividade da cultura agrícola utilizada. De acordo com o pesquisador da Embrapa Julio Palhares, o trabalho apresenta avaliações do confinamento brasileiro utilizando dados específicos de cada fazenda, o que não existe atualmente na literatura científica.

Há uma crescente tensão entre a produção pecuária e a utilização dos recursos naturais. Apesar de o Brasil ser Fotos: Gisele Rosso REVISTA AG - 35 o segundo maior produtor e exportador de carne do mundo, ainda é pequena a produção em confinamento, porém, os especialistas preveem tendência de aumen...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista AG, clique Aqui e Assine Agora!