caindo na branquaria

 

E o prêmio se foi

Alexandre Zadra

Notícia 1 - O site dizia “A Associação Brasileira de Angus realiza sábado, dia 19 de fevereiro de 2005, a 1ª Reunião Técnica – Programa Carne Angus Certificada. O evento, que acontece no Hotel Obino, em Bagé/RS, tem como objetivo discutir assuntos relacionados ao programa com os profissionais envolvidos no dia a dia operacional.

Notícia 2 - Porto Alegre/RS – O Programa Carne Angus Certificada comemora três anos de atividades ultrapassando a marca de 1 mil toneladas de carne comercializadas desde a criação com o selo de certificação da Associação Brasileira de Angus (ABA). O técnico da ABA, também médico-veterinário Fábio Medeiros, lembra da Bonificação Angus, diferencial pago pelo Frigorífico Mercosul desde o início de 2005, como uma demonstração da valorização da raça e aumento da procura pela carne Angus no varejo. Medeiros ressalta que são R$ 0,05/kg de carcaça, que representam aproximadamente 1,5%, pagos aos animais das classes Exportação e Exportação Plus. Desde o início do ano, no entanto, como forma de remunerar todos os animais Angus certificados, e, fomentar a produção de animais jovens, também passaram a ser bonificados os animais Angus Premium (até quatro dentes e menos de 220 kg de carcaça). “Somando os benefícios, o produtor participante do programa de carne da ABA pode obter diferenciais de até 11%, conforme o mês do abate, em relação a animais não Angus e não rastreados.”

Notícia 3 - O Grupo Marfrig, uma das maiores organizações de abate e processamento de carne bovina e subprodutos do Brasil, realizará na unidade de Promissão/SP, evento para anunciar as regras de participação dos pecuaristas no Programa Carne Angus Certificada, firmado com a ABA.

Notícia 4 – (que eu não gostaria de ouvir) – a Associação Brasileira de Angus decide não mais premiar machos Angus que sejam abatidos inteiros, dessa forma continuam recebendo a premiação no programa Angus de certificação apenas fêmeas jovens e machos jovens castrados.

Depois de 11 anos de fomento pela indústria, a produção de animais meio-sangue Angus no Centro-Norte do País, a associação da raça demonstra indiretamente, com essa decisão de corte de premiação a animais inteiros, que não há mais necessidade de fomentar o uso da raça no cruzamento, pois o uso do sêmen Angus para a produção do meio-sangue no Brasil Centro-Norte já se tornou hábito.

O produto que outrora era escasso e não conseguia atender a demanda do programa, hoje tropeça na oferta de mercadoria. Os criadores e invernistas que trabalham com animais Angus a fim de receber uma premiação extra da Associação da raça sofrem um duro revés com o fim do prêmio pago aos bois meio-sangue Angus inteiros, mesmo que sejam abatidos com “zero dente”.

Ouvi esses dias do diretor de compras de um grande frigorífico que “o pecuarista que decide abater bois inteiros já obtém ganho extra dentro da fazenda, pois esses são mais eficientes na conversão alimentar que os bois castrados. Sendo assim, esse criador que optou por aumento de lucro pela eficiência deve saber que seus bois inteiros não produzirão carne com pH compatível com os prêmios por qualidade, não devendo receber prêmio da Associação”. O mesmo diretor me disse “Sabe o que o commodity disse para o nicho? Você será eu amanhã.

Em parte concordo que animas inteiros representam pH mais alto no momento do abate, no entanto, a meu ver, animais abatidos com zero dente devem receber premiação, mesmo que menor que os animais castrados, pois produzem com certeza carne macia e com qualidade buscada pela indústria.

Sabemos que o Angus apresenta características interessantes que o fazem ser a raça mais usada no cruzamento com a matriz zebuína brasileira no Norte do País, mas a associação deveria repensar essa decisão de retirar o prêmio a animais inteiros, pois lembremos que as raças continentais são as campeãs de peso e rendimento de carcaça, podendo ser escolhidas para o cruzamento com o intento de fazer carcaças mais pesadas, sendo aí uma ótima opção para os pecuaristas que desejam eficiência na fazenda.

Alexandre Zadra -
Zootecnista zadra@crigenetica.com.br


Warning: getimagesize(/revistas/ag/imagens/id_425/caindo+na+branquaria_1.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/a/fb/47/edcentaurus/public_html/edcentaurus/application/controllers/AgController.php on line 441