Sobrevoando

 

Inverno

Toninho Carancho
carancho@revistaag.com.br

Ah, o inverno... Coisa bacana de se ver, neve, frio, lareira queimando grandes pedaços de lenha, vinho, fondue, cobertas grossas, casacos bonitos. Tudo parece um charme. Dá vontade de correr para Gramado e curtir essas maravilhas que o tempo nos traz.

Porém, na pecuária, não é bem assim. No Brasil, a grosso modo, podemos dividir esta estação que estamos passando agora como inverno nos estados do Sul e como seca no restante do País. Tanto o inverno quanto a seca são bastante negativos para o gado, se não tomarmos providências em relação à comida. No inverno e na seca, a comida é naturalmente pouca e de baixa qualidade, então, nós temos de nos precaver dessa situação e fazer algum tipo de reserva como o feno, a silagem, partir para suplementação com sal proteinado e/ou fazer pastagens de inverno (azevém, aveia, trevo branco, cornichão, etc., só para citar as mais usadas).

Os países do Norte, Europa e América do Norte em sua maior parte, tem invernos muito rigorosos e os pecuaristas de lá não podem facilitar. Precisam fazer comida suficiente para o gado passar todo o inverno em bom estado.

Aqui no Brasil, temos uma grande vantagem de o inverno (ou a seca) não ser tão ruim, duro e longo, quanto os invernos dos países do Norte. Porém, essa vantagem não tem sido aproveitada pela grande maioria dos criadores e, ao contrário, tornou-se uma desvantagem.

Na primavera e no verão, com um clima bom, nossas pastagens vêm que é uma beleza, o capim cresce e o gado engorda e aumentamos a lotação para aproveitar a bonança. Quando o final do verão aproxima- -se, temos a tendência de achar que o inverno vai demorar a chegar, que vai ser mais brando e que o gado vai passar bem, apesar de não termos nos precavido com a quantidade de comida necessária. Jogamos com a sorte. Arriscamos.

Nas nossas contas preliminares, o plantador de soja, milho, arroz, batata, etc., (porque agora fazemos integração lavoura- -pecuária) vai entregar o campo na data marcada, vamos plantar a pastagem de inverno logo na sequência, o pasto vai nascer bem e se desenvolver com velocidade e nossas vacas irão pastar em campos verdes e nutritivos.

Fazer silagem e feno? É mais fácil fazer pastagens.

Mas, ao iniciar o outono, verificamos que as culturas de verão estão atrasadas, os lavoureiros estão atrasados e o plantio da pastagem, por óbvio, também vai atrasar.

Ao atrasar o plantio, entramos em uma época do ano mais fria e a pastagem demora mais para nascer. Depois demora mais para se desenvolver, ainda mais que resolvemos dar uma economizada no adubo e na ureia, que achamos muito caro (sem fazer conta nenhuma de custo/benefício). Para “ajudar”, enfrentamos um ano de baixas temperaturas, pouquíssima luminosidade e tempo seco. Não tem como as pastagens crescerem bem.

E aí acontece o que acontece todo o ano, em maior ou menor grau, o gado passa fome e em alguns casos até morre sem ter o que comer. Mesmo no lugar mais frio do Brasil o gado não morre de frio e sim de fome.

Se acontecesse nos países do Norte, e não tivéssemos comida suficiente, todo o gado morreria. Como estamos nos trópicos ou subtrópicos, a grande maioria do gado sobrevive, mesmo com pouco ou nenhum cuidado. Só não cresce, não emprenha, não engorda e não se desenvolve na sua plenitude. Seguimos no famoso efeito sanfona, engorda na primavera/verão e emagrece no outono/inverno.

Como temos no Brasil várias exceções à regra, fica a dica. Copie o vizinho que você acha que está fazendo a coisa certa. Leia mais sobre o assunto. Informe-se. Tenha pena dos animais passando fome. Se nada disso motivar você, pense no dinheiro que você está perdendo, faça as contas; não calcule somente custos, também os benefícios.

Adube as pastagens, faça silagem e/ou feno (ou programe suas compras já no verão ou no outono para pagar mais barato e garantir que terá o produto), evite a superlotação.

Fui! Voltei pra minha lareira porque está muito frio lá fora.


Warning: getimagesize(revistas/ag/capas/capa_ag_2010.jpg ) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/a/fb/47/edcentaurus/public_html/edcentaurus/application/controllers/AgController.php on line 448