Gestão

 

10 passos rumo ao sucesso

José Carlos Ribeiro*

O agronegócio tem mantido lugar de destaque na economia brasileira e corresponde hoje a 17% de toda a carne consumida no planeta. Os números são atraentes. Segundo o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), o consumo de carne bovina mundial deve subir em torno de 2% ao ano até 2020, isso faz com que muitos empreendedores e investidores aventurarem-se nesse segmento. Mas o questionamento principal de todo produtor da atualidade é: como fazer a diferença em um mercado tão promissor e competitivo ao mesmo tempo?

Diante desse desafio, conheça os dez passos indispensáveis para o produtor ganhar destaque e alcançar o sucesso na atividade pecuária. Seguindo esses tópicos, será possível perceber o impacto no médio e longo prazos, porém, trarão benefícios desde o resultado final do produto que cria até o bem-estar social dos funcionários que atuam diretamente na propriedade.

Passo 1:
Motive a equipe

Colaboradores engajados com os objetivos da propriedade é meio caminho andado para os bons índices produtivos da propriedade. Motive sua equipe mudando o método de remuneração tradicional para um formato vinculado à produtividade. Um exemplo é oferecer uma premiação para os tratadores assim que o gado atingir o número de arrobas desejadas ou a quantidade estipulada de litros de leite como meta. A premiação pode ser em dinheiro ou benefícios, como viagem, dia de folga, etc.

Realize também um feedback semanal com todos, questione como estão as tarefas do dia a dia. Às vezes, as dificuldades de um são facilidades de outros e precisam ser reavaliadas e compartilhadas, assim como o conhecimento individual. Sempre que possível, leve a equipe para eventos como leilões, feiras e exposições, a fim de torná-la mais participativa de todo ciclo da propriedade.

Um dos pontos principais é fazer com que o funcionário sinta-se parte de um todo e que tenha conhecimento do funcionamento da propriedade em diversos setores, não apenas no que atue, especificamente.

Passo 2:
Meça o desempenho

Por ser uma atividade bastante complexa, a pecuária necessita de avaliação constante para identificar a evolução do plantel. Faça pesagens periódicas no rebanho todo, identifique o consumo da matéria seca/dia, encontre o índice de prenhez das vacas de cria, dentre outras.

O que não é medido não pode ser melhorado. Com os números, o produtor saberá exatamente a estratégia a ser seguida. A avaliação periódica pode ser a cada semana, quinzena, mês ou trimestre, de acordo com a atividade exercida na propriedade. Assim é possível ter uma percepção, a partir de crescimento e quedas, com uma avaliação sobre o que é necessário mudar, trocar, evoluir, implementar ou até mesmo excluir da atividade cotidiana.

Passo 3:
Abra-se à modernidade

Ainda é comum nos tempos de hoje propriedades que não empregam a modernidade no dia a dia. Ordenhas manuais, nutrição à base de sal branco ou somente pastagem, água de bebida imprópria ao rebanho e manejos desnecessários são exemplos que necessitam de mudanças para alcançar a melhor produtividade.

Existem no mercado diversas opções para ajudar o produtor na atividade, aplicativos que medem a evolução do rebanho, inseminação artificial em tempo fixo, alimentação específica para cada fase de produção e estação do ano, entre outras. O produtor que investe em modernidade já sai na frente da concorrência e garante bom preço de seus produtos no mercado.

O processo de implementação da informação tecnológica foi um dos responsáveis pela posição do Brasil no segmento, pois auxilia o dia a dia do produtor rural que, de uma maneira geral, utiliza essa ferramenta direta ou indiretamente, seja para conferir a previsão do tempo, seja para acionar aplicativos de compra de produtos, para medição do consumo de rações de acordo com a criação, ganho de peso e evolução do rebanho a chips que armazenam dados, como por exemplo a identificação individual do animal para rastreabilidade, um item importante, pois no Brasil o roubo de gado ainda é atividade comum, além do número, que facilita a contagem e permite acompanhamento de vacinas já injetadas, entre outros dados importantes.

Passo 4:
Gestão na pecuária

Como foi citado anteriormente, existem diversas novas tecnologias para a pecuária, como decidir qual empregar em sua propriedade é o que caracteriza essa implementação.

A boa gestão pecuária é fundamental para garantir lucratividade ao produtor, pois avalia qual a melhor escolha para a propriedade ao levar em conta os resultados e retornos obtidos. Um exemplo são os insumos: alguns produtores fazem a escolha baseada em custo, porém, nem sempre o alto preço é sinal de qualidade e o baixo custo, sinal de economia. Tudo varia de acordo com a realidade e o momento da propriedade.

A organização também é outro ponto imprescindível, tanto na pequena, quanto na grande propriedade. O produtor deve ficar atento à previsão do mercado, cotação do dólar, alimentação específica do animal, tabela de vacinação e necessidades da propriedade para aumentar o retorno financeiro.

Passo 5:
União na pecuária

O sucesso da pecuária brasileira depende de cada propriedade rural, por isso, o produtor deve se unir e, consequentemente, obter muitas vantagens com isso. A união de produtores de uma mesma região, a partir de encontros periódicos, de acordo com a disponibilidade de todos os envolvidos, podem compensar na compra de insumos no atacado, baratear o frete e obter melhores formas de pagamento. Assim acontece também com a venda de animais. Pode-se vender grandes lotes com preço, frete e condições melhores aos compradores. São processos simples, com ganhos para todos em âmbitos coletivos e individuais.

Esse formato viabiliza não só a economia, mas também a troca de experiências. Produtos que deram certo ou não, dicas simples daquilo que um produtor conhece e pode disseminar entre os demais fortalece toda uma categoria na região e pode se tornar referência na área de atuação, a partir do momento que dispõe de produtos mais baratos e com qualidade superior aos demais.

Passo 6:
Elimine gastos desnecessários

Assim como em várias atividades, a pecuária necessita de rígido controle nas finanças para se obter boa lucratividade. Um fator que exige essa economia é a atual crise financeira que passa o nosso País. Por mais que o agronegócio tenha um crescimento positivo na balança comercial, cumprindo a expectativa do Mapa, é preciso ser rígido nas finanças para não sofrer prejuízos.

O uso de água em excesso, grandes sobras de suplemento nos cochos e utilização inadequada de recursos como óleo diesel causam grande prejuízo ao bolso do produtor. O recomendado é que se faça uma varredura na propriedade e eliminem-se os gastos desnecessários.

No caso da água, se possível, armazene água das chuvas em tonéis e a utilize para lavar o curral e os utensílios de ordenha. Deixar de comprar alguns produtos de forma excessiva ajuda muito a identificar o que realmente é uma necessidade da propriedade. Muitas vezes, o planejamento traz uma boa economia.

Outro ponto é a alta do dólar. O produtor deve dar preferência aos insumos nacionais, quando possível, devido à vantagem de preço, mas que tenha qualidade igual ou superior aos importados, além da facilidade de troca e contato direto com o revendedor autorizado, que pode dar dicas sobre manejo e aplicabilidade de determinado produto no rebanho, proporcionando melhor custo x benefício.

Passo 7:
Invista em melhoramento genético

Não dá para negar: qualquer propriedade de encher os olhos foca em cruzamentos e evolução genética do rebanho. Escolher raças com facilidade facilidade no ganho de peso, alta produção leiteira e adaptação faz grande diferença nos resultados obtidos.

Atualmente, esse mercado tem muitas variedades e alternativas no que diz respeito ao custo. O produtor tem acesso a recursos poderosos como, por exemplo, trabalhar com um plantel apropriado para o tipo de clima, solo e disponibilidade de nutrição em cada região, que tem características regionais específicas e podem e devem ser respeitadas.

Outra dica que foi muito bem-sucedida para quem seguiu em 2015 é o investimento no ciclo de cria. Há falta no mercado de animais mais jovens, bezerros para a recria, e esse cenário permanece em 2016. Alguns produtores que atuam na cadeia de corte estão satisfeitos com lucro da arroba, porém, eles não têm esses animais para repor na propriedade e quem investir em cria, por enquanto, com certeza sairá na frente.

Passo 8:
Bem-estar animal é sinônimo de dinheiro no bolso

Gado sem estresse, bem manejado e ambiente favorável são características indispensáveis para um rebanho de qualidade. As vacas de leite são as que mais sofrem, quando são expostas a altas temperaturas e manejos excessivos, têm sua produtividade leiteira comprometida. O futuro da pecuária exigirá animais com criação suave, manejos racionais e nível mínimo de estresse. Nessa linha, um nicho que tem crescido muito é a pecuária orgânica. Vale a pena ficar de olho.

Passo 9:
Mais produtividade em menos área

Sim, é possível! O produtor de sucesso tem de aumentar o rebanho sem derrubar uma única árvore sequer. A saída está na maior produtividade. Rever principalmente a alimentação do rebanho, propriedades com confinamento ou semiconfinamento tendem a ficar menos tempo para o animal chegar ao peso de abate, aí está o giro REVISTA AG - 57 rápido. Alimentação específica, mecanização da ordenha e manter boa higiene em todo o processo de lactação também garante alta produtividade e, consequentemente, a possibilidade de adquirir novos animais.

Passo 10:
Acredite na pecuária

Embora a pecuária seja de fato uma atividade apaixonante, é preciso motivação para lidar no dia a dia de uma propriedade rural. Independentemente do tamanho de sua propriedade, seja ela com uma cabeça de gado ou com dez mil animais, acredite em seu potencial e no potencial que está dentro de sua porteira. Persista e não desista de alcançar os resultados. Esses são os pontos de partida para que o produtor alcance sucesso na atividade da pecuária, somente assim tornaremos a pecuária brasileira a maior do planeta.

*José Carlos é consultor pecuário da Boi Saúde – Nutrição Animal


Warning: getimagesize(/revistas/ag/imagens/id_420/gestao_1.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/a/fb/47/edcentaurus/public_html/edcentaurus/application/controllers/AgController.php on line 441