Notícias do Hereford e Braford

 

Wolf Genética e Santa Tereza vencem PAC 2015/2016

A genética nacional HB voltou a brilhar na prova de Avaliação a Campo de Reprodutores Hereford e Braford (PAC) 2015/2016 com ganhos médios de peso diários surpreendentes. Os campeões foram conhecidos em abril, durante o Dia de Campo realizado na sede da Embrapa Pecuária Sul, em Bagé/RS.

A 12ª edição da PAC Hereford foi vencida pela Wolf Genética, de Dom Pedrito/RS, com o Touro Tatuagem 5632. O animal atingiu ao final da avaliação quase meia tonelada, totalizando 499,667 kg, apresentando ganho médio diário (GMD) de 1,167 kg. A prova contou com a participação de 15 touros Hereford, consagrando três animais como elite e quatro como superiores.

Quem levou a melhor na 21ª edição da raça Braford foi o Touro Tatuagem 4128, de propriedade da Fazenda Santa Tereza, Sucessão Dário Silva Azambuja, de Arambaré/RS, fechando a prova com 585,964 kg. O grande vencedor totalizou GMD de 1,185 kg e garantiu a classificação de elite, abrindo perspectivas de marketing para o administrador e responsável técnico da Fazenda Santa Tereza, Paulo Azambuja. A prova contou com a participação de 14 touros Braford, resultando em três animais elite e três superiores.

Vice-campeonato

Valter José Potter, da Estância Guatambu, sagrou-se vice-campeão nas duas raças. No Hereford, o segundo melhor desempenho ficou com o Touro Tatuagem N1237, já na raça Braford, o Touro Tatuagem N3096. Na terceira posição, os Touros Hereford Tatuagem H085 e Braford Tatuagem TE 4136, de Geraldo Pereira de Souza, da Estância do Bolso, de São Gabriel, e da Agropecuária Sereno, de São Sepé/RS, respectivamente.

Segundo o coordenador da PAC, Roberto Collares, o desempenho dos animais foi muito bom no período em que os animais participaram da prova. Durante os cerca de oito meses que os touros permaneceram nos campos experimentais da Embrapa, o GMD de peso foi de 1,212 kg/dia. “É importante destacar que os animais permanecem no campo, ou seja, sujeitos às mesmas condições que enfrentam nos criatórios”, salientou Collares. Durante a prova, foram avaliados diferentes quesitos, definidos em conjunto entre a ABHB e a Embrapa Pecuária Sul, como ganho de peso diário, o ganho de peso total, morfologia, área de olho de lombo (AOL), gordura subcutânea, área escrotal entre outros.

Ainda segundo Collares, esse resultado mostra que os animais testados na PAC possuem mesmo uma genética superior e com futuro promissor como reprodutores. Na avaliação do Gerente de Operações da ABHB, Felipe Azambuja, os resultados apresentados confirmam mais uma vez a capacidade dos “caras brancas”. “Devemos cada vez mais valorizar essa prova que é ferramenta importante de avaliação e ganhos genéticos. Comprovamos na última temporada de leilões que as Centrais de Inseminação estão interessadas e contratando os campeões, disseminando a genética ganhadora, o que comprova a relevância da PAC. Não podemos deixar de ressaltar ainda a parceria entre ABHB e Embrapa, entidades que trabalham em prol das raças e principalmente em prol da pecuária nacional”, destacou Azambuja.

No Dia de Campo, prestigiado pelas direções da ABHB, Embrapa Pecuária Sul, Semex Brasil e CRV Lagoa, além de diversos criadores de Hereford e Braford, técnicos e especialistas, foram realizadas duas palestras técnicas: uma com a pesquisadora Bruna Sollero abordando o tema “PoloGen – Polo de Excelência em Genética Taurina”, e o pesquisador Marcos Yokoo, que proferiu a palestra “Fundamentos e importância da Prova de Avaliação a Campo como ferramenta no Melhoramento Genético em Bovinos de Corte”. Após a divulgação dos resultados e das palestras, foi feita uma apresentação dos animais que se destacaram na PAC, com comentários do pesquisador Joal Brazzale Leal.

A Prova

Essa importante ferramenta que a Associação dispõe com foco no melhoramento genético contínuo das raças é realizada em parceria com a Embrapa Pecuária Sul, de Bagé/RS. Foram diversas etapas até o grande resultado final. Além das oito pesagens oficiais que verificaram o ganho de peso mensal dos animais, foram computadas pontuações destinadas aos itens musculatura, observado através da AOL, precocidade ou terminação, verificados através da espessura de gordura subcutânea (EGS) e critérios objetivos contemplados com a verificação do perímetro escrotal. Completando a nota final, a análise dos parâmetros Subjetivos Morfológicos ou Fenotípicos, gerada através da avaliação de três Inspetores Técnicos Credenciados pela ABHB.

“As nossas raças estão confirmando no campo as suas capacidades de produção, e o reflexo é a valorização delas nas pistas”, destacou o gestor da ABHG. “Estamos em um grande momento, devido ao trabalho de grande seriedade e dedicação dos produtores. Nossa saudação aos criadores e sócios que acreditam na Prova e que fazem possível a realização da mesma”.

A 12ª edição da prova na raça Hereford e a 21ª da raça Braford contaram com a participação de 15 touros Hereford e 14 Braford de 12 criatórios: Agropecuária Pontezuela, Agropecuária São Pedro, Agropecuária Sereno, Cabanha São Fernando, Estância do Bolso, Estância Guatambu, Estância Luz de São João, Estância Rio Negro, Estância Silêncio, Fazenda Santa Tereza, PAP Namur Paixão Suñé e Wolf Genética.

O objetivo da PAC de reprodutores de Hereford e Braford é comparar, dentro de um mesmo ambiente físico, reprodutores de diferentes criatórios do Sul do Brasil, com a finalidade de identificar animais superiores em termos de genética, para produção de carne em sistema de pastejo. Os animais permanecem nos campos experimentais por cerca de oito meses e convivem em um mesmo ambiente e com mesma oferta de alimentos, tornando possível avaliar quais são superiores a partir de parâmetros pré-estabelecidos.