Negócios

 

Projeto para vivenciar o campo

Empresa idealizada por economista gaúcho busca investidores que queiram experimentar a realidade rural e lucrar com a pecuária

Denise Saueressig - denise@revistaag.com.br

Segundo Ernani Kramer, o rendimento para os investidores é de 12%, mais a variação do preço da carne

A paixão pelo campo e a busca por mais qualidade de vida foram as principais motivações do economista gaúcho Ernani Kramer para deixar de lado uma carreira consolidada e bem-sucedida na área da tecnologia da informação. Depois de 29 anos de experiência trabalhando em grandes empresas do setor, ele resolveu colocar em prática um desejo há muito tempo idealizado.

Assim, nasceu no ano passado a Campeiro Sociedade de Agroinvestimento, empresa que leva a realidade do meio rural para investidores da cidade. Na prática, o cliente adquire os novilhos que ficam sob a responsabilidade da Campeiro, que cuida de todo o manejo do gado por um período de 18 meses. O empreendimento tem escritório em Porto Alegre e uma propriedade que também funciona como show room em Eldorado do Sul. As demais fazendas estão nos municípios de Bagé, Cacequi, Piratini e Uruguaiana.

A tradição da família no meio rural, que vem desde a década de 1940, foi um dos estímulos para Kramer iniciar o tão sonhado trabalho. Uma das lembranças mais presentes é da infância e dos momentos vividos no interior do Rio Grande do Sul. “Gostava muito de passar as férias em Rio Pardo, na fazenda do meu tio Sérgio Raupp e da minha querida tia Marisa Floriani Raupp, que infelizmente já faleceu. Junto deles, aproveitava a rotina no campo, andava a cavalo e aprendia com os peões”, recorda Kramer.

contato com produtores e pecuaristas e a experiência profissional acumulada em tantos anos no mundo corporativo ajudaram a formatar o empreendimento. “Fiz análises com ferramentas de business intelligence, sobre as quais tenho um bom domínio. No ano passado, depois de muitos estudos, contratei uma empresa especializada em marketing que confirmou minhas pesquisas com avaliações quantitativas e qualitativas”, conta o economista, que também visitou mais de 10 negócios semelhantes nos Estados Unidos. “Tudo me fez acreditar que estava certo na minha decisão e, então, abri mão do cargo de diretor da IBM para a América Latina para seguir no projeto”, relata.

Acompanhamento constante
O investimento na Campeiro inicia com a compra dos animais (todos de raças europeias), sendo que cada sócio define o número de cabeças que pretende manter, sem a exigência de uma quantidade mínima. Juridicamente, a Campeiro é a fiel depositária, enquanto o investidor é o dono dos animais. O valor da aquisição obedece à cotação do mercado e, no momento da compra, é assinado um contrato que formaliza o regime de parceria e garante que o gado ficará em pastoreio por 18 meses, quando então, será vendido. “O rendimento é de 12%, mais a variação do preço da carne, ou seja, é um investimento de renda fixa e variável ao mesmo tempo”, detalha Kramer.

Um dos levantamentos feito pelo economista durante o planejamento da empresa envolveu o comportamento do mercado pecuário. “Pesquisei muito os preços e percebi que há 46 anos a carne tem um histórico de crescimento substancial”, ressalta. Ele cita um exemplo de negócio que considera a aquisição de 20 cabeças em outubro de 2014 pelo valor total de R$ 29.470. Em um período de 18 meses, o resgate seria o equivalente a R$ 41.787.

Depois da assinatura do contrato, a empresa tem 30 dias para selecionar o gado e informar em qual propriedade os animais serão acomodados. “Agendamos o recebimento oficial dos terneiros, ocasião em que o sócio poderá levar a família e amigos para comer um churrasco e ajudar na brincagem do rebanho”, descreve Kramer.

Durante a engorda, o investidor recebe e-mails informativos com a projeção de peso do gado, o valor do quilo da carne, vídeos de acompanhamento e convites para eventos. Uma equipe de técnicos e especialistas acompanha todo o processo. São capatazes, consultores, engenheiros agrônomos e médicos-veterinários que cuidam das condições da pastagem e do gado. A segurança é uma prioridade e, portanto, os animais são monitorados por chip via satélite, o que permite o georreferenciamento.

Hoje, o perfil dos clientes da Campeiro é variado. Entre o público, há estudantes e diretores de empresas. “Alguns conhecem o negócio, mas não têm valor inicial suficiente, interesse ou tempo para fazer arrendamento de terras, buscar melhores ofertas de terneiros ou contratar peões para a lida diária. Mas também contamos com sócios que buscam apenas o retorno de capital”, observa Kramer.

Além do ganho financeiro, um dos grandes diferenciais da Campeiro é a possibilidade que o investidor tem de poder acompanhar de perto todos os momentos da engorda dos animais e viver as rotinas do campo, como tocar o gado a cavalo, participar da vacinação do rebanho e saborear um bom churrasco. Para isso, basta agendar a visita quando houver interesse.


Warning: getimagesize(/revistas/ag/imagens/id_413/negocios_1.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/a/fb/47/edcentaurus/public_html/edcentaurus/application/controllers/AgController.php on line 441